Em algum momento, você ouvirá conselhos tradicionais para evitar comer uma grande refeição antes de correr. Talvez optar por um pequeno lanche de 200 a 300 calorias. Mas quanto tempo você deve esperar para correr depois de comer?

Veja também: Dicas para economizar no supermercado

Quanto tempo esperar para correr depois de comer?

Primeiro, vamos definir uma “refeição grande” como uma refeição contendo mais de 600 calorias com proteína ou carne, carboidratos e um pouco de gordura. Esse seria uma um almoço típico ou um café da manhã farto. Se você tem uma refeição como esta, você deve esperar de três a quatro horas antes de correr para que seu corpo possa digerir esse tipo de alimento.

Quando se trata de pequenas refeições ou lanches (pense: 200 a 300 calorias), você pode precisar esperar apenas uma hora ou duas antes que seu corpo seja capaz de digerir. Se o seu lanche é composto de carboidratos simples e pouca ou nenhuma gordura e proteína, como uma banana, mais ou menos uma hora deve ser suficiente. Isso porque esses carboidratos simples são mais fáceis de digerir. Se você introduzir mais gordura e proteína, como uma xícara de iogurte, é melhor esperar um pouco mais.

Dito isso, certas corridas (menos de 60 minutos em um esforço moderado) não exigem comida alguma. E alguns atletas podem apenas comer e correr. Alguns atletas de resistência até treinam seus corpos para comer na corrida. Mesmo na distância da maratona, os corredores devem se nutrir durante a corrida. Experimentar comer e correr permitirá que você saiba o quanto você é capaz de comer (ou não) antes de treinar.

Por que posso me sentir mal ao correr depois de comer?

A digestão requer uma quantidade bastante grande de energia do corpo. Para facilitar o processo de digestão, o corpo direciona mais fluxo sanguíneo para o estômago e outros órgãos internos para realizar esse trabalho. Essa também a razão pela qual muitas vezes nos sentimos sonolentos após uma grande refeição. O aumento do fluxo sanguíneo para os órgãos internos significa que menos fluxo sanguíneo está disponível para os nossos grandes grupos musculares, como pernas e braços. Quando nos exercitamos, ocorre o oposto; o fluxo sanguíneo é redirecionado dos órgãos internos para os grandes músculos em funcionamento para fornecer a energia necessária para a contração muscular.

Quando temos uma grande quantidade de comida no estômago, correr é difícil ou desconfortável porque nosso corpo simplesmente não é projetado para fazer a digestão e o exercício ao mesmo tempo. Cólicas e dores no estômago ou desconforto gastrointestinal (GI) são as queixas mais comuns nesses casos. A mistura mecânica e empurrões que ocorrem naturalmente durante a corrida também podem perturbar o aparelho digestivo.

Resumindo, para os melhores resultados, espere de três a quatro horas depois de comer uma grande refeição para correr. E a orientação vale, especialmente, se o treino exigir alguma intensidade. Já no caso de lanches pequenos e rápidos, espere uma ou duas horas para treinar.